Assassinato: Rogério Lins diz estar chocado

O prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos), disse que está chocado e manifestou pesar na manhã desta quinta-feira (20) pela morte do secretário de Transportes de Osasco, Osvaldo Verginio, aos 55 anos, assassinado a tiros na madrugada de hoje. Verginio é ex-vereador e ex-deputado estadual e foi candidato a prefeito de Osasco em 2012 e 2016.

“Osvaldo era um homem íntegro, que contribuiu para o bom andamento da administração municipal, trazendo excelentes iniciativas para a melhoria da mobilidade urbana. Estamos chocados. Nos colocamos à disposição da polícia para ajudar nas investigações. E, neste momento, nos solidarizamos com a família e os amigos”, declarou o prefeito.

Por volta da 1h, na rua Heitor dos Prazeres, no Novo Osasco, o secretário estava no carro, na companhia de seu motorista e a esposa do funcionário, após sair de uma festa, quando o veículo foi interceptado por desconhecidos, que atiraram contra Osvaldo Verginio.

O assassino estaria em uma Saveiro Branca e teria usado uma pistola com silenciador. Há 11 perfurações por tiros no veículo de Vergínio. Dez de fora para dentro e, como Vergínio é ex-policial e andava armado, um de dentro para fora do carro, indicando que ele tentou se defender.

A esposa do motorista também teria sido atingida, de raspão, por um dos disparos, e não teve ferimentos graves.

O caso foi registrado no 5º DP de Osasco. O corpo do secretário ainda aguarda liberação do IML (Instituto Médico Legal).

Osvaldo Verginio

Osvaldo Verginio da Silva assumiu a Secretaria de Transportes e da Mobilidade Urbana de Osasco em fevereiro/2018. Formado em Direito, iniciou sua carreira política por intermédio de seu pai, que em 1992 se candidatou a vereador em Osasco.

Vivendo de perto a política na companhia do pai, logo se interessou pelo assunto e desenvolveu diversos trabalhos sociais no bairro do Jardim Novo Osasco e adjacências.

Em 2000, candidatou se a vereador em Osasco e obteve 2.575 votos. Com essa votação, foi suplente e assumiu em 2004. Nas eleições de 2004, se candidatou novamente e com 4.175 votos se elegeu vereador.

Nas eleições de 2008, foi eleito o vereador mais votado da região, com 10.001 votos. Em 2010 concorreu à Assembleia, obtendo 64.242 votos. Assumiu o cargo em 3 de janeiro de 2013.

Foi também candidato a prefeito de Osasco em 2012 e 2016.

Osvaldo deixa esposa, a ex-vereadora Andrea Capriotti, e um filho, Kaique Capriotti.

 

Visão Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *