Barueri oferece tratamento terapêutico para adolescentes com depressão

Considerada um mal silencioso, a depressão ainda é uma doença pouco compreendia, pois não é acompanhada somente em casos de entristecimento, mas também por outros sintomas que podem ser confundidos com a rebeldia em algumas fases da vida, como na infância e adolescência.

Dados estatísticos indicam que a depressão afeta de 2 a 3% das crianças, e de 4 a 8% dos adolescentes. De acordo com a equipe técnica do Caps Trilha – Centro de Atenção Psicossocial para Infância e Adolescência – os sintomas variam dependendo do nível de desenvolvimento biológico.

“De modo geral, além do sentimento de tristeza, estão presentes a irritabilidade ou agressividade, perda de interesse ou prazer na realização das suas atividades e brincadeiras, insônia, perda de energia, incapacidade de ganho de peso esperado, sentimentos de inutilidade ou pensamentos suicidas”, apontam os psiquiatras Frederico Costa Santos Modasseri e Merylucia Muniz Klauss e Silva.

Especialistas afirmam também que pais com depressão aumentam o risco na criança em ter o mesmo diagnóstico. “Existe um risco mais elevado nas crianças em que os pais tenham histórico de depressão, sendo maior nos casos em que os pais apresentaram os sintomas em idade precoce. No entanto, fatores estressores e eventos adversos, também contribuem para o surgimento da doença na juventude”, ressaltou a coordenadora técnica do Caps Trilha, Virginia Ulhoa.

Onde encontrar ajuda

Crianças e adolescentes que apresentarem episódios de entristecimento, queda no rendimento escolar, alteração no sono ou no apetite, devem ser avaliados para eventual tratamento com apoio psicoterápico.

O Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil oferece apoio para pessoas com transtornos mentais graves e persistentes e acolhe casos de depressão.

Com atendimento gratuito, o Caps é aberto a toda comunidade, não sendo necessário um encaminhamento médico ou agendamento para ter acesso ao primeiro atendimento. São ofertadas diferentes propostas de tratamento em espaços que oportunizam encontros entre adolescentes, que trocam experiências e refletem sobre suas vivências, sempre compartilhadas com suporte técnico de profissionais. Mais informações pelo telefone 4199-8106.