Correios entram em greve

Trabalhadores do Correios de 200 agências do país, entraram em greve na noite desta quarta-feira, por tempo indeterminado. Segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares, a greve é contra a privatização, demissões e retirada de direitos de trabalhadores dessas 200 agências.

Funcionários de agências terceirizadas não entrarão em greve. Atualmente a empresa conta com mais de 6 mil agências próprias e mil franqueadas.

O Correios vem enfrentando uma grave crise econômica e por isso, decidiram reduzir gastos. Segundo o presidente da empresa, Guilherme Campos, o prejuizo até o momento doi de R$ 400 milhões no primeiro trimestre deste ano, após R$ 2 bilhões em 2016.