Diálogo sobre a História e a Cultura Indígena é realizado com os profissionais da Educação municipal de Osasco

Como parte das ações da “11ª Semana dos Povos Indígenas”, a Prefeitura de Osasco, por meio das Secretarias de Educação e Cultura e da comunidade indígena Pankararé, junto ao Fórum Permanente Intersetorial Indígena de Osasco, promoveram a “Troca de Saberes com os Educadores da rede municipal de ensino”, cujo objetivo foi divulgar e fomentar uma reflexão sobre a cultura e a tradição indígena no Brasil às novas gerações. O evento aconteceu nos dias 7 e 11 de abril, no Centro de Formação dos Profissionais da Educação, localizado no centro da cidade.

A cacique e liderança do Povo Pankararé em São Paulo;  Alaide Xavier Feitoza participou do encontro e discorreu sobre a importância da 11ª Semana dos Povos Indígenas. “Os Pankararé da cidade estão emocionados pelo apoio e respeito do Prefeito Rogério Lins com as questões indígenas. Agradecemos todos os espaços que o governo tem nos dado para manter nossa cultura e língua sempre viva”, finaliza.

O primeiro momento do evento contou com uma encenação reflexiva sobre as ações que contribuem diariamente na vida e atitudes dos alunos, em seguida a psicóloga Adriana Ines Nones, atuante do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), esclareceu sobre o vídeo “Guarani-Kaiowá: Leaving The Pigsty”, que narrou a luta do povo Guarani e Kaiowa.

Na sequência os participantes foram convidados a dialogarem em grupo sobre os avanços e desafios da história e cultura afro-brasileira e indígena nos estabelecimentos de ensino em todo o país, bem como trocaram relatos sobre as práticas pedagógicas aplicadas em sala de aula.

Além disso, os representantes sistematizaram as discussões encaminhadas nos grupos, assistiram a segunda encenação teatral e a exibição do vídeo “Povos indígenas cultuam costumes através de brincadeiras infantis”, logo após o público conferiu à palestra da socióloga Lucia Helena Rangel, assessora nacional do CIMI, que pautou sobre os assuntos relacionados à história e a cultura indígena exigido pela Lei 11.645/2008, com abordagem nas práticas do ensino propiciando o conhecimento da diversidade cultural presente nas sociedades indígenas.

Na ocasião a liderança do povo Wassu-Cocal; Máximo Wassu Cocal, dialogou sobre a riqueza da cultura indígena e a felicitação pelo momento formativo, no qual os profissionais da educação participaram.

O encontro formativo foi abrilhantado com a apresentação cultural de Toré realizada por integrantes do Povo Pankararé e Wassu-Cocal, além da participação do Secretário da Cultura; Gustavo Anitelli, supervisores de ensino, professores, coordenadores pedagógicos, diretores, representantes das escolas particulares e conveniadas da cidade de Osasco.