“Encontre seu pai aqui”, nova campanha do Poupatempo, que disponibiliza o serviço de investigação de paternidade.

Fonte: Visão Oeste

 

Por enquanto, apenas a unidade de Itaquera está com o serviço ativo, mas segundo o Ministério público do Estado, o serviço deverá expandir para mais 73 cidades, dentre elas, Osasco.

O objetivo do serviço, é assegurar o direito de todos os cidadãos de ter o nome do pai na certidão de nascimento. Apesar disso, existem mais de 750 mil pessoas com até 30 anos, em São Paulo, que não conta com a informação nos documentos. Desde o mês de dezembro, 250 cidadãos procuraram o Poupatempo São Bernardo, onde o novo serviço foi testado, para pedir o reconhecimento de paternidade.

O promotor público Maximiliano Roberto Ernesto Fuhrer, que se dedica à causa há mais de dez anos, afirma que a ausência do reconhecimento da paternidade é motivo de grande constrangimento e também de problemas emocionais e psicológicos. Fuhrer espera que, com a ajuda do Poupatempo, aumente a conscientização do público em relação à questão da paternidade responsável.

“As pessoas que carregam o RG com o nome da mãe e do pai não fazem ideia do valor dessas informações registradas oficialmente no documento”, afirma.

O serviço funciona da seguinte forma, o interessado solicita uma ficha que deverá ser preenchida por alguém maior de 18 anos. Após assinar, o interessado deve declarar-se pobre para ser isento das taxas de cartório.

A partir daí, o promotor de Justiça competente providenciará a averbação e a extração de uma nova Certidão de Nascimento, que será entregue ao interessado num prazo estimado de 30 dias.

Caso o pai não seja encontrado, não faça o reconhecimento ou tenha dúvidas sobre a paternidade, o promotor poderá encaminhar o interessado a um serviço de assistência judiciária (Defensoria, faculdades de Direito, serviços municipais).