Ex-jogador Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, responderá em liberdade

Fonte: G1.com

 

A liberação foi determinada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão liminar (provisória) da última terça-feira (21).

Segundo o advogado do jogador Lúcio Adolfo, o atleta ficou emocionado e não esperava pela liberação.

“Ele não esperava. Ficou com os olhos cheios d’água”, disse Adolfo.

Bruno foi condenado em 2013, a 22 anos e 3 meses de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, sua ex-namorada. o goleiro poderá ficar em liberdade enquanto o recurso contra a condenação não é julgado.

O advogado disse que o goleiro já está preparando as malas para deixar a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), em Santa Luzia (MG), onde está detido. A mulher de Bruno, a dentista Ingrid Calheiros, está em Belo Horizonte para se encontrar com o marido.