Menina com leucemia deixa carta emocionante para voluntária em Carapicuíba

Antes de morrer em decorrência da leucemia, Julia, de 8 anos, escreveu uma carta para a voluntária Gabriella Pereira, que visitava a menina ao menos duas vezes na semana. A criança vivia em uma instituição em Carapicuíba e aguardava para ser adotada.

Gabriella realiza trabalhos voluntários há seis anos e, em uma das suas visitas, conheceu Julia. A voluntária chegou a doar os cabelos para a menina e já tinha entrado com processo para adotar a criança. “Tenho comigo que fiz tudo que pude. Todos os pedidos que fez em vida foram realizados e não me arrependo de nenhum deles”, contou em sua rede social.

Em sua publicação, Gabriella falou sobre o amor que tinha pela menina, lamentou a perda e mostrou a carta deixada por Julia. “A dor é grande, e o alívio também, ela descansou e eu deixo essa homenagem, pela força que teve e por tudo que foi nesse mundo”.

A postagem causou grande comoção entre os internautas e já teve mais de 40 mil curtidas e 21 mil compartilhamentos.

curtidas e 21 mil compartilhamentos.

Leia a carta de Júlia para Gabriella:

Tia Gabriela eu estou com muita dor e já quero ir morar com o papai do céu, por isso pedi para a tia Marta escrever essa carta na agenda da Branca de Neve que você me deu.

Pedi pra tia te ligar porque estou com saudades, mais não conseguimos falar com você, ligamos no Banco que você trabalha mais existe muitos e não sei o número do seu trabalho, não sei se agente te esperar na visita do Domingo. Quero pedir obrigado por me conhecer por vim me ver e por me dar o vídeo game que te pedi, eu sabia que era muito caro e pra comprar o vídeo game precisa vender uma casa, mesmo assim você me deu, obrigada pela sandália de salto que me deu, e por trazer aquele lanche que eu sempre vi na TV, obrigada por vim me ver no meu aniversário e trazer o sorvete de morango.

Você é a minha melhor amiga e eu queria que você fosse a minha mãe, pedi para o papai do céu me fazer sarar, porque ai você ia arrumar os documentos e me adotar, você disse que ia ser difícil mais eu ia pedir para o juiz deixar você ser a minha mãe, e ele ia deixar, porque você já é grande e até dirige um carro.

Quando eu crescer quero ser bonita igual você! Também quero dizer na sua carta que eu amei que colocou bexigas no meu aniversario e levou até brigadeiro.

Tia Gabi eu te amo e estou pintando as bolinhas do calendário igual você disse e só falta duas fileiras para o dia do seu aniversário, mais estou muito doente e com dor, por isso se eu for morar com o papai do céu, não fica triste, porque eu te amo e só você é a minha melhor amiga. 

Jullia”

 

Visão Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *