“o casal não tem deformidades faciais” diz boletim sobre casal Lins

A evolução clínica do prefeito e da primeira-dama de Osasco, Rogério e Aline Lins, continua boa, de acordo com os médicos em boletim divulgado pela direção do Hospital Municipal Antonio Giglio Ana manhã desta quinta-feira (4). No entanto, ainda não há previsão de alta.

O boletim informa ainda que: “Satisfazendo a expectativas da equipe médica, o casal não tem deformidades faciais e por indicação do cirurgião plástico do Hospital Antônio Giglio, Dr. Johnny Aldunate, não ficarão mais com os curativos tipo máscara”.

Ainda segundo o documento, “os membros superiores ainda se recuperam e inspiram cuidados e [os pacientes] permanecerão com os curativos oclusivos, com forte expectativa de que se recuperem sem sequelas funcionais”.

Rogério e Aline Lins ficaram feridos em uma explosão ao acender a fogueira do “Arraiá do Servidor”, na última sexta-feira (28), na Arena Vip, no Jardim das Flores. Eles estão internados desde então no Hospital Municipal Antonio Giglio. A Polícia Civil investiga as causas do acidente.

Mesmo internado, o prefeito não se licenciou do cargo e mantém contato com secretários e funcionários via internet e telefone. As visitas são restritas para evitar riscos de infecção.

BOLETIM MÉDICO
Rogério Lins e Aline Lins
04/07/2019
 
O Prefeito de Osasco Rogério Lins e sua esposa Aline Lins deram entrada no dia 28, às 20h31 no Hospital Antônio Giglio após acidente com fogo, segundo informações externas.

Satisfazendo a expectativas da equipe médica o casal não tem deformidades faciais e por indicação do cirurgião plástico do Hospital Antônio Giglio, Dr. Johnny Aldunate, não ficarão mais com os curativos tipo máscara.

Os membros superiores ainda se recuperam e inspiram cuidados e permanecerão com os curativos oclusivos, com forte expectativa de que se recuperem sem sequelas funcionais.

Os pacientes evoluem bem recebendo atenção multiprofissional, clinicamente afebril, deambulando e aceitando dieta.

O quadro dos pacientes é bom e os mesmos permanecerão em tratamento no Hospital Municipal de Osasco – Antônio Giglio.
 
Dr. Marcos Carmelita Siqueira
Dr. Hugo Gregoris de Lima
Dr. Marcus Monteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.