Osasco adota protocolo de atendimento para casos suspeitos de coronavírus

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde (SS), adotou protocolos para atender pacientes com suspeita de coronavírus (Covid-19). Dentre as ações planejadas está a realização de exames laboratoriais com resultados em menos de 24h.

O Hospital Municipal Antônio Giglio e as UPAs do Centro, da Vila Menck e do Jardim Conceição foram definidas pela Secretaria de Saúde para atender os casos suspeitos no município.

Além disso, a secretaria adotou medidas de proteção padrão para os profissionais de saúde. Elas seguem as recomendações do Ministério da Saúde, que contém, entre outros, informações sobre como realizar o atendimento das pessoas com suspeita de coronavírus e manejo clínico.

O prefeito Rogério Lins usou suas redes sociais para informar sobre as medidas. Ele também pede a colaboração da população para não espalhar informações falsas, além de seguir as medidas preventivas e de higienização, que são importantes para o controle da doença. “A contribuição de cada cidadão é muito importante para o controle da doença. Só compartilhe informações oficiais”, pede o prefeito.

A rede municipal de saúde de Osasco está preparada para receber casos suspeitos de coronavírus. Estamos nos organizando constantemente, da melhor maneira possível, para conseguirmos identificar, isolar e tratar adequadamente casos suspeitos. As equipes de saúde estão sendo orientadas constantemente quanto aos sintomas da doença, critérios epidemiológicos e sinais de gravidade”, explica o coordenador de Planejamento Estratégico da Saúde, dr. Leonardo De Gasperi.

De acordo com ele, após a identificação desses casos, eles serão classificados em graves e leves. Em seguida são adotados os fluxos internos para que o paciente seja adequadamente referenciado e tratado, a fim de conter a transmissão. “Toda a nossa estrutura está pautada no Boletim Epidemiológico 04, volume 51, de 22 de janeiro de 2020, que alinha as ações do Ministério de Saúde e das Secretarias de Estado e de Município”, complementa.

Medidas Preventivas

A Secretaria de Saúde recomenda a adoção das medidas preventivas, que contribuem para a redução do risco de transmissão de gripes, resfriados e outras infecções, como a provocada pelo coronavírus (Covid-19), cujo contágio pode ocorrer por gotículas provenientes de espirro, de tosse, catarro, toque ou aperto de mão com pessoa infectada ou da fala de indivíduos infectados.

As orientações seguem o Protocolo de Tratamento do Covid-19 do Ministério da Saúde e podem ser conferidas no portal oficial https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus

Confira as principais recomendações:

– higienizar muito bem as mãos com água e sabonete, esfregando até o punho e as partes internas das unhas

– usar álcool em gel 70% , antes das refeições, antes de tocar nos olhos, boca e nariz e após tossir, espirrar ou usar o banheiro;

– evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies como maçanetas, corrimão, telefones, apoios de transportes públicos, botões ou teclas, entre outros.

– proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;

– cobrir o nariz e a boca com a parte interna do cotovelo, em caso de tosse ou espirro, ou ficar a um metro de distância de outras pessoas;

– Limpar com álcool objetos tocados frequentemente;

–  evitar aglomerações e ambientes fechados;

– evitar sair de casa, caso apresente algum sintoma

Sintomas

Os sinais e sintomas clínicos do coronavírus são semelhantes aos de um resfriado comum, mas também podem causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os sintomas mais comuns são tosse seca ou com secreção, coriza, febre e dificuldade respiratória aguda. Outros possíveis sintomas também podem surgir como dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta, insuficiência renal e diarreia.

Repouso, hidratação constante e medidas para aliviar os sintomas, como antitérmicos e analgésicos, são recomendados. Em casos mais graves é necessário procurar uma das unidades acima definidas e preparadas para avaliar se os sintomas podem indicar alguma probabilidade de infecção por coronavírus.

Fique por dentro

A Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde apresenta as notificações de casos de doença pelo coronavírus 2019 (Covid-19) no Brasil e no Mundo.

http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

Secretaria de Comunicação Social