Prefeito se reúne com associações do Banco de Alimentos

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, o secretário e o adjunto da Secretaria de Indústria, Comércio e Abastecimento, Paulo Contim e Hamilton Sant’Ana, respectivamente, se reuniram com representantes do programa Banco de Alimentos, na sala de reuniões do gabinete, na segunda-feira, 15/4, para otimizar a parceria e, assim, atender melhor a comunidade.

O prefeito deu início à reunião fazendo um resumo dos investimentos da administração nas áreas de Educação, Saúde e Segurança, além de exibir um vídeo institucional com destaque para as inaugurações ocorridas durante as comemorações pelo aniversário de 57 anos de emancipação político-administrativa da cidade. “Com a criação da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal), em 4 meses conseguimos reduzir a criminalidade em até 70%. Também acabamos com os pancadões. Estamos muito felizes com os números, principalmente porque a população tem apoiado a postura do GCMs”, disse.

Outra novidade anunciada pelo prefeito refere-se às mudanças na liberação de medicamentos na Farmácia Central. “Vamos contratar uma empresa para fazer o controle da medicação, a partir de um banco de dados. Os medicamentos serão catalogados para controle do estoque, permitindo que haja o acompanhamento da entrada e saída de medicamentos, evitando a falta de produtos e também o desperdício”.

Lins também falou sobre a nova ação do governo: Mutirão da Limpeza Osasco, que envolverá 300 funcionários que farão poda de árvores, remoção de carros abandonados nas vias, limpeza de boca de lobo, operação tapa buraco, limpeza das ruas, entre outras ações de zeladoria. A meta do mutirão é zerar todas as demandas geradas por meio da Central 156.

Daremos início pelo Jardim Veloso. Serão 9 dias de mutirão no local. Essa ação se estenderá para outros bairros. Conjuntamente realizaremos campanha de incentivo para ensinar a população a jogar o lixo no lixo e não descartar inservíveis em locais impróprios”, explicou.

Na sequência deu oportunidade aos representantes das associações. A cacique pankararé, Araí, reivindicou um espaço para que os índios possam ensinar a cultura indígena. “Sabemos que os indígenas são a cultura do nosso Brasil, precisamos fortalecer nossa cultura e nada melhor que começar com as crianças. Ajudaria acabar com o preconceito com o povo indígena”, disse ela.

O prefeito disse que irá sentar com o povo indígena e amadurecer a ideia.

BANCO DE ALIMENTOS

Criado em 2006, o Banco de Alimentos atende cerca de 50 associações, as quais assistem cerca de duas mil famílias por semana. O programa conta com o convênio com hortifrutigranjeiros e mercados, permitindo a separação de entre a 6 e 7 quilos de alimentos por família.

Secretaria de Comunicação Social 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *