Amil e Rede d’Or estariam interessados na compra do Hospital Renascença, em Osasco

Fonte: Visão Oeste

Fora de atividade desde a saída da NotreDame Intermédica, que passou a concentrar os atendimentos no Hospital Cruzeiro do Sul, no início do mês, o Hospital Renascença, no Centro de Osasco, está à venda, segundo a “Coluna do Broadcast”, de O Estado de S. Paulo.

Concorrentes da Intermédica são os possíveis interessados no Renascença, que conta com 77 leitos e localização privilegiada, afirma a coluna.

São citados como possíveis interessadas a Amil, controlada pela gigante americana UnitedHealth, e a Rede d’Or, da família Moll, do fundo soberano de Cingapura (GIC) e da gestora de private equity Carlyle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.