H.Hemo e Prefeitura de Itapevi promovem doação de sangue itinerante

A H.Hemo, maior rede de hemoterapia do Brasil, e a Prefeitura de Itapevi estão organizando uma campanha de doação de sangue itinerante prevista para ocorrer de 5 a 8 de julho. A ação acontecerá sempre das 09h às 16h, no hall da Prefeitura e terá espaço para 8 estações de coletas simultâneas. Os doadores interessados devem enviar um e-mail para sangue.vida@itapevi.sp.gov.br, com o nome completo, data de nascimento e telefone de contato (WhatsApp). A equipe da prefeitura retornará com a confirmação do agendamento, indicando o melhor dia e horário para comparecer. A meta é conseguir 500 bolsas.

De acordo com Gustavo Duarte, diretor médico da H.Hemo, o objetivo dessa ação é aumentar os estoques de bolsa de sangue, já que, com a pandemia, muitos doadores habituais deixaram de frequentar os serviços de hemoterapia. Os meses mais frios do ano também tendem a diminuir a frequência de doações. “Essa é uma iniciativa da rede para ampliar os volumes de sangue de qualquer tipo, que estão abaixo da média em várias cidades. Contamos com a participação de toda a região nessa semana de solidariedade e amor ao próximo”, disse Duarte.

Para doar, é necessário: – Estar com boa saúde;

– Ter entre 18 e 69 anos (é possível doar a partir de 16 anos, mas é necessário autorização legal do responsável);

– Pesar, no mínimo, 50kg;

– Estar alimentado, mas não ingerir alimentos gordurosos antes da doação;

– Não consumir bebidas alcóolicas 12h antes da doação;

– Não fumar 2h antes da doação;

– Apresentar documento oficial com foto (RG, CNH ou carteira de trabalho);

– Ter uma boa veia;

– Mulheres podem doar a cada 90 dias (3 vezes em 12 meses);

– Homens podem doar a cada 60 dias (4 vezes em 12 meses).

Situações que impedem temporariamente a doação:- Tatuagem ou maquiagem definitiva feitas há menos de um ano;

– Resfriado ou gripe – aguardar 15 dias após o término dos sintomas;

– Covid-19: aguardar 30 dias após a cura da contaminação;

– Endoscopia, colonoscopia ou broncoscopia realizadas há menos de 6 meses;

– Herpes em atividade;

– Crise alérgica (asma, rinite ou urticária);

– Piercing em área genital ou oral;

– Gravidez ou amamentação;

– Estilo de vida que inclua uso de drogas ou sexo sem uso de preservativo com múltiplos parceiros.

Situações que impedem definitivamente a doação:
– Cirurgias cardíacas ou bariátricas.

Casos que necessitam avaliação:
– Cirurgias nos últimos 12 meses, procedimentos odontológicos, vacinas e uso de medicamentos.