Produtora do Pânico fala sobre briga pesada entre Biel e Amanda: “Também teria ido embora”

Houve grande confusão no Pânico na Jovem Pan entre Amanda Ramalho e Biel que resultou no pedido de demissão da apresentadora. Depois de brigar com a própria Amanda, a produtora do programa, Paulinha Krasche, comentou sobre o ocorrido ao UOL.

A discussão entre as duas começou logo após o bate-boca com o Biel, convidado dia, que saiu do estúdio incomodado com as perguntas de Amanda Ramalho.

“Se fosse ele, também teria ido embora e não teria voltado. Não trago ninguém aqui para gente ficar tacando pedra. Pelo contrário, acredito que ele ou qualquer outro artista tem o direito de tentar reconstruir sua carreira.O menino estava aqui, chegou dançando, feliz, contente, não cabe a mim julgar o certo ou errado em relação as posturas que ele teve. A minha defesa foi em relação ao convidado. Enquanto eu produzo, não vou admitir que façam isso com o meu convidado”, afirmou Paulinha ao site UOL.

A trocas de farpas começou quando a Amanda perguntou sobre polêmicas com ex-esposa, Duda Castro. “Você casou por ela por causa do visto? Vocês não se amavam?”, disse ela sobre a acusação da Duda Castro sobre ele de usá-la para conseguir o green card para morar nos Estados Unidos.

“Como não? Eu mudei pra lá por causa dela”, questionou Biel. A Paulinha, já incomodada, afirmou: “Na real, a vida das pessoas dão errado, poderia acontecer com você, Amanda. Só que você fica tacando pedra no menino”. E Biel completou:”Quando eu mudei, vocês citaram isso aqui. Você falou que eu deveria ter morrido ao invés de mudar para os Estados Unidos, eu guardei isso aqui” e a partir daí, a discussão não só piorou.

“Quando a gente convida alguém, a gente recebe como recebe na nossa casa, então acho que independente do convidado, é respeito acima de tudo. Me sinto muito mal com o que aconteceu ontem porque acho que qualquer pergunta pode ser feita, mas eu particularmente, não acho legal essa postura em relação aos convidados do programa. Então, saí em defesa porque não acho que é bacana. Foi isso que aconteceu, infelizmente. É uma pena porque a gente tem feito um trabalho tão bonito e o que aparece é isso”, disse a produtora.

“Faço isso há 20 anos, convido todo mundo, seja político de esquerda ou direita, seja artista que gosto ou não e a gente trata todo mundo com muito amor e respeito. Não traria alguém aqui pra ser metralhado ou agredido. Saiu do controle e aí é lamentável porque o programa acaba aparecendo com barraco”, Paulinha continuou.

E além da briga entre as duas, a discussão da Amanda continuou com seu chefe, Emílio Surita,  exigindo que ele desligasse o microfone. A Paulinha também comentou sobre essa atitude da ex-apresentadora do Pânico: “O Emílio ficou até três da tarde com a menina, saiu com ela abraçada falando: ‘venha quando quiser, não venha quando quiser’. Emílio tem o maior carinho pela menina, acho tão desleal, ingrato. A menina que está aqui há 12 anos, tem uma hierarquia, tem que ter respeito”.

“Em todos os lugares que passei, sempre respeitei meus chefes e se eu não estou feliz, eu saio. Lamento profundamente, super respeito o momento da menina, a gente sabe que depressão não é fácil, mas acho que a gente tem que ter um um comportamento profissional”, finalizou Paulinha.

Biel não fez nenhum tipo de comentário sobre essa situação até o momento e a Amanda postou: “Prometo não falar disso mais: Mas o cantor Biel mentiu dizendo que eu queria que ele morresse… É só olhar o vídeo que ele fala que eu digo apenas: SUMIU… Fim do caso”.

TV Foco

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.