Último paciente internado no Hospital de Campanha recebe alta

Emoção e alegria marcaram o sábado de dona Maria do Socorro Moura, de 55 anos, a última paciente internada no Hospital de Campanha de Osasco, na zona Norte, que recebeu alta no sábado,15/8.

Ela foi diagnosticada com coronavírus, teve complicações com a doença e ficou entubada durante 10 dias. Mas venceu a doença e foi para a casa comemorar a vitória com a família.

Após a última alta, o hospital teve as suas atividades suspensas, no entanto, a estrutura permanecerá montada caso a cidade tenha algum novo pico de casos da covid-19, podendo ser reativado de imediato.

O Hospital de Campanha de combate ao coronavírus estava em funcionamento desde o dia 17/4, montado na Policlínica da zona Norte (Jardim Piratininga), com 70 leitos e equipamentos essenciais para atender casos de urgência e emergência, entre os quais respiradores pulmonares. Até o fechamento, 502 pacientes haviam sido internados no local. Não houve casos de óbito.

O mérito para que tudo funcionasse perfeitamente foi resultado do trabalho de uma equipe aguerrida, composta por multiprofissionais como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, copeiras, equipe de higienização, técnicos de raio x, vigias, motoristas de ambulância, diretoria e assistentes sociais.

“Estou muito feliz, agradecida e aliviada. A primeira coisa que desejo fazer ao chegar em casa é tomar um bom banho e comemorar com a família.”, revelou dona Maria do Socorro.

“Precisamos acreditar e ter fé em Deus!”, ressaltou Laucidéia Moura, irmã de Maria do Socorro, que a esperava na saída da unidade médica. 

Secretaria de Comunicação Social